«Caso misto»

16:50

Já perdi a conta da quantidade de textos que comecei a escrever e não terminei. Tenho de ir apagar os rascunhos... mas antes disso, vamos ver o que sai agora.


Basicamente o que ando a tentar escrever é que voltei às consultas da psicóloga. Juntamente com psiquiatra, agora tenho acompanhamento psicológico para esta fase mais complicada. Simpatizei com a psicóloga, a primeira consulta estava a correr super bem até ao momento em que ela fez-me ver que o meu problema não é só ataques de pânico mas também depressão. «És um caso misto». 
Choro muito, choro. E ultimamente tenho chorado cada vez mais. Sinto-me isolada, sinto que perdi esperança de nem sei do quê. Não há explicação para esta tristeza do tamanho de um mundo que tenho cá dentro... Felizmente estou de férias senão já nem ias às aulas ou fazia trabalhos. 
E eu sempre tive estas fases, sempre tive fases em que me sentia um nada... mas passam. E NUNCA liguei à depressão. Sempre pensava que era cansaço porque a ansiedade desgasta o corpo e mente, todos nós sabemos disso. Mas enfim, sou um «caso misto» e estas palavras agora ressoam tanto na minha cabeça que me está a levar à loucura. Como se agora, para além da ansiedade e ataques de pânico, tenho mais uma doença a tratar. E eu estou tão mas tão cansada disto...

A segunda consulta foi tão estranha... A psicóloga puxava assunto e eu pouco ou nada falava. Isto nunca me tinha acontecido. Quando tinha consultas em Viseu, por muito mal que estivesse, falava sempre, mas... desta vez é diferente. Desmotivei-me por completo.Deve ser por isso também que não consegui, ao longo destes dias, terminar os mil textos que tentei aqui começar e que nunca publiquei. Tudo à minha volta parece incompleto e não tenho forças para terminar. Andei também revoltada porque tudo estava a desmoronar-se,...mas já nem sinto revolta. É-me tudo tão indiferente.

No entanto, há ainda um assunto que me está a dar em doida e que tenho de esclarecer. A ver se tiro as minhas dúvidas de uma vez por todas. Este assunto..este tem de ficar resolvido.

Enfim, já começo a perder vontade de continuar este texto. Vou publicar pois parece-me minimamente esclarecedor sobre o que se tem passado.
Deixo aqui também o aviso que ando sim a responder aos vossos emails, porque, por incrível que pareça, posso ter perdido vontade para lutar contra os meus «monstros» mas não admito que desistam dos vossos. É tudo uma fase...eu sei...por isso estejam descansados que eu respondo-vos sempre que pedirem a minha ajuda. Obrigada por confiarem em mim. Mesmo, obrigada

You Might Also Like

13 Comments

  1. Sofro todos os dias com asiedade, nao ha nem um dia que tenha que viver sem estar preocupada com algo! Deixei de fazer psicoterapia ha ja algum tempo e piorei bastante. Cisma, ja te acompanho a algum tempo, nao me recordo se ja fizeste psicoterapia ou foste sempre a psicologa..mas achs mais benefico a psicologa? Eu achei que a psicoterapia me ajudou bastante...espero que nunca desistas, é isso que me tem feito continuar, eu acredito que um dia hei de conseguir, pelo menos ter dias de paz :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para falar a verdade, nem sei muito bem qual a diferença entre psicólogo e psicoterapeuta.
      Eu já andei em alguns psicologos e quando lá estava, estava bem. O meu erro é acabar abruptamente com as consultas :/ ou porque quis ou porque teve de ser...

      e muito muito obrigada pelo teu comentário. Espero que sim, que encontres essa paz! Beijinho

      Eliminar
    2. Eu penso que a maior diferença é que a psicoterapia dá te as ferramentas para tu própria conseguires dar a volta ás situações da tua vida, e na minha opinião para pessoas que como nós sofrem de ataques de pânico, ansiedade etc, resulta melhor. Também sofro de ataques de pânico, ansiedade, hipocondria..enfim, e cometo o mesmo erro que tu, deixo de ir! Mas acho que a única forma é continuar a ir. Tenho uma amiga que sofria de depressão, fobia social, ansiedade e faz psicoterapia há alguns anos e mudou imenso, está outra pessoa :) é preciso persistência! Fico a torcer por ti!! :) :)

      Eliminar
    3. desculpa a demora a responder mas este post tornou-se um bocado difícil de comentar ...
      Bom, eu vou continuar com as consulta na psicóloga. Se eu vir que não está a resultar, mudo então para psicoterapia. Mas por enquanto fico por lá pq faz-me muito mal estar sempre a mudar :/ Obrigada! E força para ti também! *

      Eliminar
  2. às vezes custa-me ler o que escreves porque não quero confrontar-me com as minhas coisas desse género, mas admiro a tua coragem em fazer os esforços de visitar especialistas (a ideia de fazer isso deixa-me logo com dores de barriga

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se temos algum tipo de problema, temos de encontrar forças para o encarar de alguma forma. Eu redireccionei essa força para as consultas, mas tu podes encontrar solução de outra força. Por isso não acredito que te tenhas encostado .. Força!! E muito obrigada pelo teu comentário e desculpa pela demora mas isto não tem sido fácil *

      Eliminar
    2. não peças desculpa, cada um de nós tem o seu ritmo, sei perfeitamente que as coisas nem sempre correm como a gente quer :)

      Eliminar
  3. Se há coisa que me mete medo são estas maleitas silenciosas e invisíveis para os olhos mais desatentos...
    Não baixes os braços. E se não os conseguires levantar , pede a quem tos levante diariamente. Não estás sozinha. E és capaz de tudo.
    Espero que consigas dar a volta por cima o quanto antes. Que reencontres a tua paz, o teu equilíbrio e a tua alegria.
    Beijinho grande!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem sei o que te deixar como resposta. Mas muito muito obrigada! Vocês não têm noção (ou se calhar até têm) do bem que faz ler estas mensagens *

      Eliminar
    2. Então aproveito para te dizer outra coisa que talvez te anime. Foi aqui no teu cantinho que "contactei" pela primeira vez com o que era de facto um ataque de pânico. Alguns meses mais tarde, soube que a filha de uma colega minha estava a passar pelo mesmo e recomendei-lhe que lesse este teu testemunho na primeira pessoa e ela assim o fez e disse que a ajudou a perceber ainda melhor o que a filha estava a passar.
      Tu és importante e já fizeste a diferença em alguém :)
      Beijinho!*

      Eliminar
    3. porra, como é que só agora vi o teu comentário? mil desculpas!

      Isto encheu-me o coração. Obrigada! sério! Diz à filha da tua amiga que ela está looonge de estar sozinha nesta batalha, e o facto de ter uma mãe que tenta perceber o que se passa, já é uma grande GRANDE ajuda! Tenho a certeza que ela vai encontrar força de contornar tudo de mal e vai aprender a conviver com isto tudo!
      Muito obrigada Cat! Beijinho para as três <3

      Eliminar
  4. Nem sei que te diga, apenas para teres força, muita força, nunca desistires de ti, e quando precisares, estou aqui sempre*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada querida, sério * Beijinho e qualquer coisa estou aqui também

      Eliminar