Apaguei minha conta no Facebook!

11:00

APAGUEI. Apaguei e não me arrependo.
Apaguei numa de «vamos ver quanto tempo aguento» (colocando prazo mínimo de uma semana).
Apaguei com a ideia de ver quem ia sentir a minha falta na lista de mais de 500 amigos.
Apaguei para ver se aproveito melhor o tempo.


E como está a correr?
Olhem, comecei no dia 10 (à noitinha) e até agora só tenho a reportar maravilhas.
Claro que no início fiquei meia perdida e clicava no botão do Facebook mil vezes, mas isto só vem a provar que estamos tão viciados naquilo que nem reparamos quantas vezes acedemos à pagina e, uma vez nela, quanto tempo ficamos por lá.
Mas depois de fazer uma lista com pequenos objectivos a cumprir nesta semana, tudo se encaminhou naturalmente. Faz parte da lista acabar os dois livros que já tinha começado, ver um filme por dia, acabar de ver um anime, arrumar o armário, organizar as fotos no PC, continuar as caminhadas/corrida, etc.

Agora, quantas pessoas sentiram a minha falta?
Uma. É verdade. E nem era da família. Uma amiga.
Se fiquei triste? Não, ri-me e muito!

Facebook dá-nos a falsa sensação que somos ouvidos, adorados e que não estamos sozinhos quando na verdade o pessoal dá Like/Curti só para aparecer no feed e conseguir mais popularidade. Muitas vezes nem leu o que escreveste, ou nem conhece a música que partilhaste. Apenas deu um Like só porque sim.
Além disso, pensem bem: com quantas pessoas vocês falam no Facebook? Com todas? Com as mais de 500 ou 1000 pessoas? São assim tão populares...MESMO?
Se a resposta é sim, então pensem no contrário: quantas pessoas é que achas que QUEREM falar contigo? AH, é verdade, pensem bem nisso! 
Melhor ainda...quantas pessoas é que achas que estão interessadas em saber que hoje foste à praia? Achas que os Likes que recebes na foto com as pernas salsichas ao sol são porque as pessoas estão super felizes por estares na praia? Porque pensaram: «Oh (inserir nome), obrigada pela actualização na tua maravilhosa vida! A minha ficou bem mais completa depois de saber estás na praia.»
Não! Os Likes estão lá, olha, porque sim. Porque já não clicava em algo faz algum tempo e porque não me apetece reconhecer que a (inserir outro nome) tem bom gosto musical.


Falando em ódio: outra coisa super engraçada no Facebook é o facto de odiarmos 80% das pessoas que temos na lista. E nem digas que não. A percentagem pode variar mas TODA A GENTE tem pessoas que não consegue ver à frente, nem pintada de ouro, na sua magnifica lista de Facebook. E porquê? Porque queremos saber se a vida delas é pior ou melhor que a nossa! NÃO MINTAM! É a mais pura verdade. Tu precisas saber se a pessoa X ou Y foi de férias para (inserir país dos teus sonhos). E se foi, vais ficar FODIDA DA VIDA mas vês TOOOODAS as fotos com uma grande pontada de inveja.


E quando adicionamos pessoas que não conhecemos ou com quem fizemos um trabalho no secundário e falamos durante o tempo necessário para a conclusão desse mesmo projecto?
Porque é que a/o adicionaste ou aceitaste o pedido? Novamente: só porque sim ou porque «nunca se sabe», não é?
Oh esperança ridícula!



Enfim, sobre o prazo em si que falei no inicio do post: está a ser maravilhoso estar sem Facebook, sim, mas o Facebook tem algo que veio a substituir muitos outros mecanismos por serem mais «lentos» ou que não prestamos tanta atenção como o FB: comunicação. Principalmente no que toca a trabalho. 
Apesar de todos os defeitos, hoje em dia é necessário uma conta no Facebook se queres ficar a par de todas as novidades e ideias do teu grupo de trabalho. E é só por isso que coloquei prazo nesta minha aventura. Avisei no grupo que ia desaparecer e desapareci, mas sem deixar aviso que regresso dia X ou Y e que até lá têm o meu telemóvel e email.

Mas é certo que depois disto tenho de:
- fazer uma limpeza na lista de amigos, urgentemente!
- manter o magnifico hábito de levantar cedo e cedo deitar, que ganhei com esta experiência;
- já não partilho nada da vida pessoal (apenas faço partilhas de noticias - sem grandes comentários, faço apenas na esperança que gerar um debate saudável sobre o assunto - e colocava todos os dias uma musica no mural só para «dar sinais de vida») - mas vou partilhar ainda menos.

E pronto, deixo-vos o desafio:
quando é que vocês vão fazer log off do FB durante mais do que as horitas de sono? 
Deixem lá de ser medricas, parem de ameaçar e partam para a acção: apaguem logo a conta!! hahaha!


Sabiam que a Mania da Cisma já está no Facebook? 
(é outro email páaaa. Não tenho amigos nesta conta ;p)
Faz like e acompanha todas as novidades por lá:

You Might Also Like

20 Comments

  1. Eu apagava, mas é precisamente por essa história da comunicação que não me livro da conta. Ou é o trabalho de grupo, ou é o coro, ou um grupo onde partilharam fotos... Há sempre qualquer coisa que me prende lá! Grr!

    ResponderEliminar
  2. Bom eu não me sinto assim tão dependente do facebook..sim, vou lá várias vezes, mas não troco uma saída ou uma boa noite de sono por isso! faço exercício à mesma, vejo as minhas séries, filmes, estou a família e os amigos. E leio. É preciso é saber usar as coisas em condições.
    Mas atenção, não te condeno. Se te sentes bem assim, então óptimo :)
    Às vezes precisamos de nos testar para isso mesmo, vermos até que ponto somos capazes!

    ResponderEliminar
  3. Eu apagaria, mas eu uso o facebook como instrumento de divulgação também, acho uma ferramenta boa para unir pessoas com o mesmo objetivo, conheci muita gente legal por lá com os mesmos problemas que eu, e na minha lista tem 100 pessoas, conheço todas, mas o que você disse é verdade, sempre tem umas que a gente odeia mas deixa só para ficar fazendo comparações e pensando nisso me senti ridícula e vou exclui-las do meu facebook. Acho que o que você fez foi bom, é uma experiência, com certeza vai aprender alguma coisa, o que importa é você se sentir bem! Beijos.

    http://gotinhasesperanca.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  4. Eu sou de luas, ou seja, tanto ando activa no facebook como, de repente, desapareço. Não faço daquilo quase uma "obrigatoriedade" como muitas pessoas que conheço. Muito menos tenho paciência para estar no chat que aliás está sempre desligado, quem quiser falar comigo sabe onde me encontrar, por isso não vejo necessidade de estar lá horas a fio. Depois público coisas sem grande alarido... Imagens, músicas, notícias.... E alguns apelos de animais. Tento manter algum contacto com associações e nisso o face é muito útil.

    Cada pessoa é que tem de ter consciência com o uso que dá ao facebook porque há contas que não lembram a ninguém mesmo.

    R: muito obrigada... Aproveita bem estes dias ;)

    ResponderEliminar
  5. Pois, eu bem te percebo, mas não consigo mesmo apagar a conta hihihi
    Às vezes faz com que eu durma menos, mas enfim...
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  6. Eu concordo com tudo o que disseste. Principalmente com aquelas pessoas que odiamos mas que temos de ter o facebook para ver se a vida delas é melhor que a nossa ou não! É mesmo verdade. Eu sou sincera, já fui muito mais apegada ao facebook do que sou hoje. Antes sempre que tinha net ia para lá, agora estou muito mais ligada aqui à blogosfera e ao mail! Antigamente acordava ligava o tlm à net e ia logo ver o facebook, e à noite era até às tantas no mesmo, agora já não. Acordo e vou é ver o sol ;)

    ResponderEliminar
  7. O Facebook sem dúvida que vicia, não passo um dia sem lá ir. Força aí nesse teu desafio pessoal

    ResponderEliminar
  8. Sinceramente nao sou nada viciada no face, tenho mesmo por ter. e nao tenho pessoas na lista de amigos de que nao gosto, voou eliminando-os aos poucos xD


    *Beijinhos*
    Caty<3
    http://myfairytale4.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  9. Gostei da inciativa e sua reflexão! Há coisas úteis, como também há MUITAS coisas inúteis. Eu mesma passei a curtir menos a vida alheia, só pra não perder tempo mesmo. E agora que compartilhar menos. Não desativo por causa da escola, e também porque divulgo o blog lá... Mas vou me lembrar disso quando tiver coisas mais importantes a fazer!

    ResponderEliminar
  10. Eu não fico muito tempo no Facebook e nem publico muitas coisas. Só uso pra participar de Grupo da faculdade e alguns grupos de blogueiras. Conheci pessoas legais por lá, por conta do blog e acho legal por isso. Não dou bola pra publicações idiotas e pessoas sem noção! haha


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderEliminar
  11. Eu tenho facebook há anos e hoje, dia 16 de Agosto de 2014 posso dizer-te que a última coisa que foi publicada no meu mural, foi uma foto do ginásio que frequento e onde fui identificada, data do dia 31 de Julho. E a última publicação que eu fiz data do dia 18 de Março. Só para veres, pouca diferença me faria cancelar a conta.

    ResponderEliminar
  12. Ter acabado o texto e ler que o teu blog tinha facebook fez-me rir com determinação...muahaha =P. Mas sim, tens razão, o facebook dá a ideia que alguém está a prestar atenção ao que fazemos, mas os que mais prestam são os que querem mal e cuscar. Eu uso o meu para pouco mais que ligação com pessoas que conheço de outros paises e volta a meia faço limpeza geral. Não sou dependente felizmente =)

    ResponderEliminar
  13. Não sou muito viciada no FB, geralmente visito-o uma vez por dia, e pronto, se tanto. Infelizmente concordo com tudo o que disseste... Ganhaste mais um pouco de independência assim (:

    ResponderEliminar
  14. Eu sou de fases...Ando numa em que ando farta do facebook e a culpa é dele próprio!!! Continuo a ir lá todos os dias mas não sei porque a aplicação é meio estranha e só me mostra coisa com dias e dias e sempre as mesmas! Ando tão farta que raramente passo lá mais de 5 minutos seguidos, não há cá chat nem posts pra ninguem...qualquer dia tambem o apago =P

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  15. Está tudo muito bem, muita verdade sim senhora e só há pouco reparei que tenho uma panca por redes sociais, em geral. Por acaso sou um bocado picuinhas a adicionar gente, mas muitas vezes faço com um propósito manhoso :\
    ps: já tava com saudades de ler as tuas cenas ^^

    ResponderEliminar
  16. Cisma, nomeei-te para um Liebster Award (podes ver aqui: http://decoracaopsfn.blogspot.pt/2014/08/liebster-award-2-em-1.html)

    ResponderEliminar
  17. Já dei o meu gosto, espeo que aguentes bem a "falta" do facebook, porque sei que em vário casos isso se pode tornar uma vicio...
    Tenta calma e vai aproveitando o tempo para fazeres outra coisa que gostes!!!

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  18. é um desafio interessante, mas não acho que conseguisse cumpri-lo hehe x) Mais do que dar informações sobre a minha vida privada, o facebook é para mim um meio privilegiado de comunicação com pessoas que estão longe, e por isso por muitos contras que ele possa ter, não tendo skype e essas coisas, dependo muito da página para conversar com os meus amigos que não estão ao alcance de uma mensagem de telemóvel x)
    Mas sim, compreendo perfeitamente a tua revolta e acredita que muitas vezes me sinto assim, acho que o facebook é muito mal utilizado face às potencialidades que apresenta! Podia ser uma plataforma de discussão, de partilha de ideias, de troca de informação (e é, mas não nos moldes que deveria). Enfim, ainda há muito para fazer para que isso se concretize, até lá, vou continuando por perto porque aquilo dá um jeitaço do caraças heheh x)

    ResponderEliminar
  19. Adorei a idéia. A única coisa é que eu não sei se teria esta coragem, tenho muita dependencia eu confesso, então...
    http://www.bookspelagi.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  20. Concordo com a maioria das coisas escritas no post!
    beijinhos

    ResponderEliminar