This Book Is Going Too Fast - #1 - Harry Potter

17:56

Eu sempre fui uma ávida leitora. 
Gosto do folhear de páginas, do barulho que elas fazem, do cheiro de livro novo, de contemplar a capa e da sensação de triunfo que traz quando coloco o livro na minha estante. 
Confesso que muitas vezes ainda nem comecei um livro, ou estou a começar, e já estou à procura de livros novos. Nunca resisti a uma livraria aberta, tenho sempre de lá entrar, nem que seja para ver o top dos livros mais vendidos. Confesso também que muitas vezes deixo de ler um livro para começar outro, e quando dou por mim, tenho uns 4 ou 5 livros para acabar de ler. Enfim, não há presente nenhum que me deixa mais feliz do que um bom livro!

Numa sociedade onde cada vez mais se esquece destes fieis companheiros, quero relembrar como é bom ler e descobrir novos mundos, novas verdades, desmistificar factos e acima de tudo, relembrar como é bom l-e-r!
É sobre esse pequeno companheiro que vou falar nesta série de posts - This Book Is Going Too Fast. Quero falar dos livros que já li, que estou a ler e que pretendo ler. Pode ser?



Vamos começar pela série que muito recentemente terminei, e que me fez relembrar como é bom seguir uma aventura e sentir que vivênciamos tudo com as personagens. Não é o exemplo da melhor escrita, mas foi uma série que me acompanhou muitos Natais na televisão e que, apesar de nunca ter completado a leitura do primeiro de 7 livros na altura em que saíram, sempre tive um enorme carinho pela saga e que me fazia realmente sentir que existia magia neste mundo.
Fala-vos claro de Harry Potter.


Lembro-me perfeitamente: recebi o primeiro livro pela mão da minha tia, a 25 de Dezembro de 2000. Tinha 9 anos. Não liguei muito a ele na altura. Andava numa de ler livros de ficção científica com robots, explosões e tudo mais. Ao longo dos anos fui vendo os filmes, cheguei a ir ao cinema e seguia a série, mas o livro ali permaneceu na estante e, não sei porquê, mesmo depois de mostrar interesse em outras áreas, Harry Potter e a Pedra Filosofal ali ficou, na estante, marcando território. 

Só quando saiu o último filme - Harry Potter e os Talismãs da Morte Parte II - é que pensei : «Acabou. Se for ver este filme acabo com a minha infância» (estávamos em 2011 - tinha 20 anos - a minha dita «infância» já tinha acabado faz muito tempo, mas aquela série era como uma espécie de linha que me conduzia, sempre que necessário, até aos meus 10 anos , época quando começaram a sair as adaptações dos livros para o cinema).

Vi o filme e acabei como muitos: a chorar baba e ranho com a morte de tantas personagens que viveram no meu imaginário durante mais de dez anos. Tantas reviravoltas inimagináveis, tanta magia. - aquilo aquecia-me a alma; deixava-me viajar para um mundo onde tudo era possível; fazia-me desejar ter uma amizade tão pura e fiel como as de Hermione, Harry e Ron. Eu queria aquele mundo. E recorria a este sempre que queria fugir do meu. Foi então que aos 22 anos comecei a ler a série. Precisava de novos detalhes, e pelo que lia na Internet, houve muitas coisas que nem sequer foram mencionadas nos filmes.

Estava em estágio curricular, numa cidade completamente nova, apenas com conhecidos por perto mas ninguém em quem pudesse realmente confiar. Estes livros foram então o meu escape. Foram eles que me libertavam de pensamentos negativos, da insegurança que esta aventura me trazia e que me faziam esquecer dos ataques de pânico.
Li os sete livros, o total de 3704 páginas (mais coisa, menos coisa), em um mês. Apenas tinha em minha pose o primeiro, o resto comprei, numa busca incansável e diária por alfarrabistas no Porto. Cinco euros cada um. Preço imbatível e apesar de serem em segunda mão, apenas um mostrava sinais de uso, o resto estava como novo. Incrível!

«This Book is Going Too Fast» - pensava sempre que dava conta que já tinha passado hora de jantar e eram três da manhã e que eu estava a meio do 'calhamaço' de «Harry Potter e a Ordem da Fénix». Ia jantar, tomava banho, deitava-me mas ali ficava a olhar para o livro, sempre com vontade de me levantar, combater o cansaço e continuar a leitura. Precisava saber como terminava. Aliás, já sabia como terminava, mas há TANTOS detalhes novos, personagens que nunca apareceram nos filmes e coisas tão bem explicadas e que só reparavas no final do mesmo. Oh a magia!

Depois de ler os livros, vi novamente os filmes com uma amiga, igualmente fã da saga, e reapaixonamo-nos por esta. Com o livro em mente, realmente apercebeste de tantos novos detalhes que antes tinham-te passado ao lado. Como a relação entre professores, os conselhos brilhantes do Dumbledore, o espaço envolvente da saga, objectos no set, o possível passado de todas as outras personagem ... já não estás tão presa à história central de sobrevivência de Harry Potter e o seu combate contra as forças do mal de Voldemort.



E depois acontece o seguinte: sabem aquele momento quando é tudo tão magnifico e que tens de partilhar com o mundo? Precisas de ter alguém com quem falar sobre a série e fazer piadas, do nada, em que só tu e a outra pessoa entendem? Em minha casa ninguém se interessava pela saga. O meu irmão mais novo também seguiu os filmes mas nem tocou nos livros. Mas no passado Natal lá insisti e fizemos uma maratona de filmes. Um filme d'Harry Potter por noite. Detalhe, ele é mais novo do que eu, é um metalhead e não liga a nada que seja fora do universo da música metal mas... lá tocou-lhe no coração. Quando uma personagem - não digo qual - morreu, ele lá tentou combater lágrimas e soltou, sem querer, um pequeno «oh!» de espanto e tristeza.
A série representava o mesmo para ele, o que representava para mim: era um fio condutor à nossa infância, aos Natais passados na casa dos avós, ao frio e ao convívio com a família enquanto víamos e vivíamos o universo mágico de Harry Potter. Mas acabou... acabou para ele, acabou para mim, acabou para todos. 

Mas os livros cá continuam. Não preciso de desocupar discos rígidos para guardar os filmes. Não preciso de reorganizar o computador e procurar legendas. Basta erguer o braço, pegar na lombada e abrir o livro. O universo à distância de uma capa. É só isso que nos separa desse mundo e muitos outros. 

Por isso deixo-vos com a pergunta: como é possível haver pessoas que sempre que se pergunta qual é o teu livro favorito, elas nos respondem: «ah não gosto de ler»? Eu cá acho que essas pessoas apenas não descobriram um livro que as inspirasse e que as fizessem pensar como é bom escapar deste mundo e viver na pele de mil heróis e vilões, sobreviver a inúmeras situações e passear sem sair de casa. Quem concorda comigo? Tens outras explicações para este facto? :)



___________________________________________________________________

- Com o Natal a chegar, chegou a vontade de relembrar esta saga. Estou a pensar em ler os livros e ver os filmes, e apontar as diferenças e falhas entre um e outro e depois partilhar com vocês. O que acham?
Há também uma série de sites com tantos novos detalhes. Deixo-vos com o Wikipédia oficial do Harry Potter. Lá têm o passado de cada personagem, a história de mil e um objectos e a explicação de todos os feitiços. A titulo de curiosidade deixo-vos com a história, muito resumida, da Professora  Mcgonagall:



Filha de mãe bruxa e pai muggle. A mãe, Isobel, sempre escondeu do marido as suas origens, com medo que ele a renegasse. A fim de viver a sua paixão, guardou então segredo vivendo uma vida como muggle. Com o nascimento de Minerva Mcgonagall e com a inexplicável magia que acontecia naquela casa - nota-se que em criança, eles são incapazes de controlar a magia - Isobel confessa-se ao marido, explica a razão por detrás dos objectos voadores e da habilidade da filha. Apesar do choque, o casal continuou junto e criaram Minerva.
Ao concluir os estudos em Hogwarts, foi-lhe oferecido trabalho no Ministério da Magia. Minerva regressa então a casa a fim de passar um último Verão com a sua família. Nesses dias conhece um muggle chamado Dougal. Apaixonam-se e ficam noivos. Incapaz de contar aos seus pais que estava noiva de um muggle agricultor e, igualmente incapaz de contar ao seu noivo o que ela realmente era, Minerva começou a pensar como seria a sua vida em segredo do marido. Não queria seguir os passos da mãe e viver um casamento infeliz, onde não seria livre e onde não poderia praticar magia. Como também não podia contar a verdade sem perder o seu posto no Ministério, no dia seguinte, Minerva diz-lhe que mudou de ideias e sai devastada de Londres. Mais tarde veio a saber que o seu ex-noivo casou-se com outra mulher. Desde então nunca mais amou ninguém como amara Dougal. Casou-se mais tarde, é certo, mas devido a um acidente, o marido morre e fica novamente sozinha. Desde então vive em e para Hogwarts. 

Para mais informação sobre a saga:
http://harrypotter.wikia.com/

You Might Also Like

24 Comments

  1. Eu adoro Harry Potter,é de uma criatividade imensa!
    Segui tambem *.*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cá te espero então nos próximos posts :D ainda vou fazer mais uns inspirados neste mundo mágico :) Beijinho e obrigada pelo comentário!!

      Eliminar
  2. Percebo sim, e é curioso como as pessoas são tão diferentes, não é? eu, por exemplo, nunca consigo escrever sobre as coisas que me acontecem, mesmo no meu diário tenho imensa dificuldade e raramente escrevo, faço antes colagens e desenhos que ilustrem as coisas do meu dia-à-dia. Mas como tu, há gente que usa a escrita como forma de escoar a realidade para o papel e isso é muito interessante! :)

    quanto à tua postagem, não me poderia identificar mais com ela! Tal como tu, sou uma amante incondicional da leitura, e a saga do HP está no meu top de livros favoritos de sempre! Lá está, a escrita pode não ser a melhor, mas a história tem uma capacidade de nos prender de tal forma que chegamos mesmo a sentir que existe Howgarts e que as suas portas estão abertas para nós! (sim, já sofri, daquele sofrer de quem lê um livro e deseja cair lá para dentro, por não poder fazer mesmo parte daquilo, por não poder conhecer aquelas pessoas ou viver as suas aventuras!) Eu comecei a ler a saga quando tinha 11 anos e de há 3 anos para cá tenho vindo a lê-los várias vezes, de novo. É como se cada vez que leio houvesse algo mais para descobrir!
    E entretanto conheci o mundo das fanfics e viciei: ali, mesmo ao alcance de um click, milhares milhares milhares de histórias desse universo paralelo que eu julgava terminar no 7º livro!

    Não podia estar mais de acordo contigo quando dizes que as pessoas que afirmam não gostar de ler ainda não encontraram aquilo que procuram! Eu nem sempre fui assim, na verdade, acho que aquilo que me despertou o gosto pela leitura foi precisamente a obra da J. K. Rolling e tenho a certeza que cada pessoa só precisa de um pequeno empurrãozinho para descobrir o encanto do mundo da leitura! :'D

    (e pronto, deixei-me divagar!)
    Também já estou a seguir o teu blog! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. mas é que é mesmo! há sempre algo novo a descobrir, fantástico! sugiro entao explorares o site que deixei no final do post! vais lá ler cada coisa!! fascinante, mesmo!!
      quanto às fanfics, confesso que já tentei ler mas não consegui. Se calhar foi pelo género que encontrei e que envolvia um relacionamento amoroso entre duas pessoas que , no meu imaginário, são completamente incompatíveis eheheh mas confesso que gostaria de conhecer melhor o tempo do James, Sirius, Snape e tudo mais :) é uma curiosidade minha!


      e divaga à vontade que gostei muito de ler o teu comentário hahaha identifiquei-me muito! :D é bom saber que há alguém com os mesmos gostos e fascínios que os nossos hehehe

      Beijinho

      Eliminar
  3. Eu também tenho uns 3 livros da saga Harry Potter, quem me ofereceu o primeiro também foi a minha tia ahahah e como ainda era nova, comecei a ler mas com tanto nome estranho comecei a ficar confusa e a meter o livro de lado ahahah era bem mais fácil ver o filme xD
    Os livros que mais me interessavam nessa altura eram os famosos Arrepios! Adorava :)

    xoxo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Arrepios era do melhor :D
      Oh lê agora, pode ser que tenhas uma optima surpresa! Ou então vê os filmes primeiro para te orientares! Beijinho

      Eliminar
  4. Gente eu devo ser a ÚNICA pessoa no mundo que não curte muito Harry Potter! hahaha Nunca me interessei em ler os livros ou ver os filmes :/

    Beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hahaha são gostos :) respeitam-se! mas experimentar ver os filmes, pode ser que tenhas uma surpresa. Beijinho

      Eliminar
  5. Não gosto dos livros nem dos filmes! :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. são gostos ;) não há problema. não sou das pessoas que deixa de falar com alguns porque não gostam das mesmas coisas hehehe Beijinhos

      Eliminar
  6. Eu já vi os filmes e uma vez tentei começar a ler um livro, mas não consegui porque achei o tipo de escrita muito pesado. No entanto é bastante provável que agora encare a coisa de outra maneira, por isso já decidi que quando tiver um tempinho me vou dedicar aos livros :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. mmm, não acho pesado, pelo contrário. mas depende da idade com que pegaste nos livros, é normal. eu só peguei neles faz uns meses, por isso vê lá tu ;p força, se gostas da saga, vais gostar ainda mais dos livros. tem muito MUITO mais detalhe! Beijinho :)

      Eliminar
  7. Aww :) acabei de descobrir o blog, li este post e já estou a seguir, pois claro :) É que..finalmente alguém que compreende o meu carinho pelo Harry Potter! :) Mesmo que já tenha 25 anos. I don't care! :D Lembro-me que comecei a ler o primeiro livro ao acaso. Andava prai no 8º ano, ia ter uma aula muito seca (não me lembro qual!) e passei na biblioteca para buscar um livro para ler à socapa durante a aula ;) Peguei no primeiro HP sem saber porquê e levei-o comigo. Tenho a dizer que não me lembro absolutamente nada dessa aula! Só me lembro de ter o livro aberto à frente do "verdadeiro" livro e de nem respirar tal era a concentração ;) Quando saiu o primeiro filme fiquei em êxtase! E fui devorando os livros à medida que iam saindo e ia fazendo contagem decrescente para os filmes... E eu que já adorava a magia do Natal :) Ainda me lembro quando saiu o último livro, estava grudada à Bertrand que ia abrir à meia-noite. E o meu namorado a olhar para mim no meio daquela canalha toda haha Já li e reli os livros todos, já vi os filmes umas quantas vezes e tenho mesmo saudades de como me faziam sentir.... :) Ah bem, e agora já ganhei o dia :) Beijinho *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hahaha não imaginas como é bom encontrar pessoas com o mesmo sentimento perante algo que gostamos hahah! fico muito feliz desse «acaso» :)
      eu vou rever agora tudo, incluindo os livros ;p junta-te a «noizes»!

      Beijinho e já vou ver o teu blog hehehe ;)

      Eliminar
  8. Confesso que essa saga nunca li. Ou melhor acho que só li um que foi mesmo a meio, "O Princepe Misteioso" pois fiquei mesmo com curiosidade em saber quem era.

    Nos últimos tempos, amanha opinião sobe livros mudou. Comecei a gostar de ler. Com a trilogia das "Cinquenta Sobras" vi os três livros no espaço de dois meses. Ultimamente com a faculdade e com a procura de trabalho, tenho me descuidado um pouco, mas queria verse voltava às leituras! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É normal, faculdade ocupa muito tempo. Ler só faz sempre bem!! Tenta ler um pouco antes de dormir. quando deres por ti, já leste algumas páginas ;) e se curtires fantasia/magia, aconselho então começares a ler harry potter. é daquelas sagas que liga-se logo à infância e cai mesmo bem nesta altura do ano :)

      Eliminar
  9. adorei o teu texto, quase que chorei.
    Eu sou fã de hp, assumida, mais que assumida adoro, li tudo vi todos os filmes, cada detalhe me prendia ao livro ou ao filme, quando morre uma das minhas personagens preferidas, tive que parar porque não consegui aguentar, fiquei triste por uns tempos, mas depois lá consegui continuar a ler e a ver, no ultimo (eu li o livro primeiro do que vi o filme) chorei muito no livro e quando vi o filme chorei do inicio ao fim mesmo. Harry Potter é o meu mundo alternativo quando estou farta desde! Ainda bem que há pessoas "loucas", no bom sentido claro, como eu por HP

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. aw, fico contente por te identificares com o texto e com os livros ;P
      foi para encontrar pessoas como tu que escrevi o texto hehehe! eu confesso que vi os filmes primeiro. depois cheguei ao fim e pensei: e agora? - então fui ler os livros à procura de mais detalhes, detalhes esses que toda a gente na net dizia que existiam...e muitos :D eu vou agora reler tudo e ver os filmes. Cai sempre bem nesta altura do ano :) o natal fica ainda mais mágico! Espero que continues a visitar o blog. ainda vêm aí muita coisa relacionada com a saga hehehe Beijinhos* :)

      Eliminar
  10. Os meus livros e histórias preferidas. Li os livros todos 7 vezes. Era uma verdadeira viciada.
    :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. lê mais sete e vais descobrir sempre alguma coisa nova. lê e vê os filmes logo de seguida. há tantos detalhes que nos passam por despercebido :D é incrível!!

      Obrigada pelo comentário! :D Beijinho

      Eliminar
  11. Olá Cisma!
    Obrigada pela passagem no meu blog!
    Gostei muito deste post porque eu própria sou fã do Harry Potter! :) Como tu não me cativaram quando sairam mas depois... li tudo muuuuito rapidinho! E o ultimo fiz uma pre-order na amazon para ler mal saísse. Os filmes são muito giros mas os livros levam-nos para outra dimensão!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nem mais! e há tanta coisa que falhou nos filmes, o que é normal visto que tinham tempo limite e tudo mais....mas não deixo de os ver e não deixo de reler os livros :D Obrigada pelo comentário!

      Eliminar